UniFOA firma parceria com empresa de biotecnologia


Com a parceria, novos produtos sustentáveis serão produzidos dentro da instituição

Publicado em 16/4/2021

O Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA) firmou uma parceria com a Biosolvit, empresa de biotecnologia que cria soluções sustentáveis para preservar o meio-ambiente e criar uma relação harmoniosa do ser humano com a natureza.

Durante a tarde de quarta-feira (14) de abril, a Diretora de Pesquisa e Desenvolvimento da Biosolvit, Ana Catarina de Oliveira Gomes, fez uma visita ao Campus Olezio Galotti, em Três Poços para conhecer a infraestrutura da instituição. Estiveram presentes: a Superintendente Executiva da FOA, Josiane Sampaio; o Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Bruno Gambarato; o professor Rafael Teixeira, do Setor de Planejamento e Desenvolvimento e a responsável pelo Centro de Ciências de Tecnologia e Engenharias, professora Cirlene Bandeira.

Um dos principais produtos sustentáveis da empresa é o Xaxim de Palmeira produzido a partir de fibras vegetais descartadas nas colheitas e nos processos de produção dos palmitos. Na fabricação do produto somente 3% da árvore é aproveitada para produzir o palmito. Os resultados sustentáveis são provas de que é possível preservar o meio ambiente através da utilização de soluções ecologicamente corretas. Além disso, a empresa possui o Bioblue, que absorve resíduos de petróleo e derivados, em terra ou mar, diminuindo o risco de contaminação.

Dentro das instalações do Campus Olezio Galotti, a Biosolvit irá realizar atividades de pesquisas e desenvolvimento de novos produtos com pesquisadores e alunos do Centro Universitário. Além disso, o UniFOA também irá desenvolver novos produtos e pesquisas para a empresa. A expectativa do início da atividade é para o segundo semestre de 2021.

Segundo o Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Bruno Gambarato, o principal benefício da parceria é a oportunidade de cooperação técnico-científica. “Vamos colocar a vocação do UniFOA em desenvolver ciência, formando pessoas aptas ao mercado de trabalho e diretamente em contato com pesquisas de desenvolvimento da indústria. Dessa forma, iremos gerar uma maior empregabilidade do nosso aluno que estará inserido dentro da área. Além disso, teremos a oportunidade de potencializar a formação dos acadêmicos que estarão preparados para o mercado de trabalho, com mais habilidades e competências”, revelou Bruno.  

Ana Catarina de Oliveira Gomes, representante da Biosolvit, frisou que a principal ideia da empresa é alcançar a necessidade de estrutura como a possibilidade de trabalho conjunto em projetos de pesquisa, estágios e o encaminhamento dos alunos para o mercado de trabalho.  “Precisamos de um parceiro mais próximo para realizar o desenvolvimento dos produtos que temos e, também, o controle de qualidade e testes para as novas aplicações. Queremos desfrutar da estrutura fantástica que o UniFOA possui para efetuar essa colaboração mais íntima, tendo uma organização de primeira”, disse Ana Catarina.


Tags:

Veja Também:

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar conteúdos e anúncios durante a navegação em nosso site. Ao navegar, você autoriza a FOA/UNIFOA a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa política de privacidade