Simulado de Incêndio e Salvamento de Pessoas


UniFOA recebe 22° Grupamento de Bombeiro Militar de Volta Redonda

Publicado em 14/6/2017

Pela primeira vez no Centro Universitário de Volta Redonda, o 22° Grupamento de Bombeiro Militar (GBM) realizou um Plano Simulado de Incêndio e Salvamento de Pessoas. A ação aconteceu no campus Olezio Galotti, em Três Poços, e reuniu alunos dos cursos de Enfermagem, Medicina, Educação Física e Engenharia Civil. O objetivo era demonstrar o funcionamento do socorro a vítimas de catástrofes em um incêndio fictício em um dos prédios do campus.

Essa foi a primeira vez que, em uma ação do Corpo de Bombeiros, participa o comboio completo, inclusive com o único APM da região – o carro de alta plataforma, utilizado pelos bombeiros para o acesso aos locais de altura elevada. “Há cinco anos estamos tentando realizar essa ação no UniFOA. Durante três meses a equipe do GBM fez diversas visitas à instituição para reconhecer o local e garantir que tudo ocorresse da melhor forma, com todo o preparo necessário”, destacou Ary Spacoski, professor do curso de Enfermagem e responsável pela atividade.

Desde 2009 os alunos do curso de Enfermagem realizam as aulas práticas da disciplina de Emergência na sede do batalhão, em Volta Redonda. Para a aluna do 4º ano, Samela Andrade, uma das vítimas socorridas na simulação, a experiência foi única. “Já pensava em seguir a área de emergência e, depois dessa experiência, tenho mais certeza do que nunca. Percebi que os profissionais precisam ser ágeis e tranquilos para não comprometer o atendimento”, ressaltou a acadêmica.

O Ten.Cel.BM, Ary Rodrigues, contou que o grupo realiza quatro ações desse tipo durante o ano, em locais diferentes. “Temos uma profissão muito complexa. Somos militares, mas trabalhamos com Direito, Engenharia, Medicina e Enfermagem. Tentamos trazer todos os profissionais aqui para que os alunos entendam que o trabalho é multidisciplinar e existe uma gama de oportunidades”, frisou.

Liga Acadêmica – O curso de Enfermagem está prestes a lançar a Liga de Trauma e Emergência. “A ação com o Corpo de Bombeiros foi o pontapé inicial para o lançamento da liga”, adiantou o professor Ary Spacoski. “Em toda a minha vida profissional nunca tive a oportunidade de participar de uma simulação realística desse porte, oportunidade ímpar. Desejamos trazê-los novamente ao UniFOA”, finalizou a coordenadora do curso de Enfermagem, Ilda Moreira.

 


Veja Também: