Semana Acadêmica de Engenharia Elétrica


Foram seis dias de aprendizado e trocas de experiências

Publicado em 14/5/2019

O aprendizado é a base de todo o conhecimento. E, para alcança-lo, é preciso estudar e se dedicar. A faculdade é um facilitador no processo. Seguindo a estratégia, o curso de Engenharia Elétrica realizou sua Semana Acadêmica, com minicursos e palestras que envolveram alunos e egressos. A ideia do evento neste ano foi apresentar o impacto ao meio ambiente do trabalho desenvolvido por um engenheiro eletricista, passando por pesquisa espacial, até chegar no poder da mente.

“Esse é um projeto que vem evoluindo ao longo dos anos. Se você parar para pensar, há três anos, fazíamos a semana em três dias. No entanto, percebemos que dessa maneira não estávamos atendendo a todos como gastaríamos. E, para nossa felicidade, hoje temos uma semana inteira de atividades. É muito bom ver o engajamento e interesse dos alunos, os feedbacks têm sido muito positivos”, enfatizou o coordenador do curso, Edison Carvalho.

Dentre os temas debatidos, esteve a atuação do engenheiro na promoção do desenvolvimento humano e sustentável, trabalho esse que é feito pela ONG Engenheiros sem Fronteiras. “Pudemos mostrar a importância do trabalho social que realizamos. É importante que os engenheiros vejam e atuem nessa vertente também, já que muitas vezes focam apenas nos cálculos”, comentou representante da ONG no núcleo em Juiz de Fora, Luana Oliveira.

Mais

Fred Benzi falou aos alunos sobre o poder e alta performance, psicologia positiva e como os profissionais podem obter destaque quando conseguem equilibrar razão e emoção na proporção exata. “Acredito que com a inteligência emocional, trabalhamos questões profundas, como rancor, traumas do passado, e com isso, a pessoa chegar na origem do problema, e a partir daí fazer uma gestão das suas emoções, tornando possível essas experiências como combustível a seu favor”, destacou o palestrante.


Veja Também: