Os desafios da conjuntura e o direito à cidade


Aula Magna de Serviço Social recebe os calouros falando sobre urbanização

Publicado em 7/4/2017

O diálogo constante com os temas atuais que envolvem a nossa sociedade é uma das premissas do curso de Serviço Social, que discutiu “Os desafios da conjuntura e o direito à cidade” no primeiro evento do ano, no auditório do campus Aterrado.

Com os professores Felipe Brito e Edson Teixeira do curso de Serviço Social da Universidade Federal Fluminense – UFF, de Rio das Ostras, o debate reuniu, além dos calouros, alunos dos outros três anos.

Foram colocados em pauta temas como a Ditadura Militar e o programa do governo federal “Minha Casa Minha Vida”, os relacionando com os conteúdos teóricos estudados em sala. “São assuntos que afetam diretamente os direitos básicos do ser humano, previsto em constituição, e que podem vir a ser campos de atuação dos nossos alunos”, explicou a coordenadora do curso, Mônica Barison.

Mais do que uma grade curricular repleta de fundamentos teóricos, é necessário que encontros como esse sejam feitos no decorrer do curso, para Felipe Brito. “De nada adianta a teoria sem que seja aplicada no cotidiano. Além do mais, é através de debates que podemos pensar em formas de solucionar os problemas encontrados”, frisou o professor.

Hoje, no país, cerca de sete milhões de famílias não têm acesso à moradia, o que equivale a quase 22 milhões de pessoas. “A última estimativa apontou que existem quase oito milhões de imóveis inabitados, sendo que 75% desse número já está pronto para receber moradores; então podemos ver que o problema não é falta de moradia. Trazer esse tipo de conteúdo faz com que o aluno se mantenha atualizado e inserido nos assuntos que regem a nossa sociedade e futura profissão deles”, finalizou Édson Teixeira.


Veja Também: