O outro lado da profissão


Alunos de Medicina participam de Júri Simulado

Publicado em 8/11/2017

Alunos do 1º módulo do curso de Medicina viveram uma experiência diferente na manhã dessa quarta-feira, 8. Os acadêmicos foram convidados a participarem de um Júri Simulado, realizado no Tribunal do Júri do campus Olezio Galotti, em Três Poços.

Os alunos representaram um caso real no qual duas irmãs gêmeas precisavam de assistência financeira do SUS e apenas uma criança teve acesso ao benefício que passava de 100 mil reais por ano. “A questão era saber se o SUS forneceria o benefício à outra criança também”, explicou a professora responsável pelo eixo Saúde e Sociedade e organizadora da atividade, Márcia Cardoso.

Foram meses de treino e contato estreito com profissionais do Direito, a fim de entender melhor a Constituição, os princípios do SUS e o Direito à Saúde. Os acadêmicos se prepararam para serem ‘Acusação’, ‘Defesa’ e ‘Júri’ na simulação.

“Tentamos argumentar sobre o orçamento do SUS que é fechado, não sendo possível acrescentar um gasto extra sem tirar de outras pessoas. Se a decisão fosse favorável à família, estaríamos prejudicando outros tantos cidadãos”, pontuou o aluno Daniel de Souza Oliveira, que participou do grupo da ‘Defesa’.

Já o grupo da ‘Acusação’ iniciou a preparação para o julgamento, no Estatuto da Criança e do Adolescente. “Começamos pelo ECA para embasar nossa pesquisa. Tivemos acesso as leis que melhor se enquadrariam em nossa acusação. A atividade agregou muito a nossa formação, pudemos conhecer mais sobre a realidade da gestão pública. Neste caso, nenhum dos dois lados estavam errados, precisaríamos de bons argumentos para que a criança pudesse receber o auxílio monetário do SUS. Me senti mais cidadã depois dessa experiência”, pontuou a futura médica, Manuela Arantes.

Para os acadêmicos do 10º módulo, que assistiram atentos a atividade, todo conhecimento é válido para que os novos alunos saiam bem preparados tanto na prática como intelectualmente. “Em primeiro lugar, a experiência integra os dois cursos, Medicina e Direito. Em segundo lugar, a atividade coloca os alunos para refletirem sobre questões atuais da saúde. E outra coisa bacana é colocar os alunos em novas frentes de mercado, no futuro eles podem se tornar gestores que irão participar fortemente do lado da acusação ou defesa”, destacou Igor Pereira de Carvalho.

Resultado - No encerramento do caso, em decisão unânime, o júri ficou a favor da defesa, ou seja, em benefício do SUS.

 


Veja Também: