Egresso de Medicina é destaque


Seung Lee é referência em cirurgia plástica no Brasil e no mundo

Publicado em 15/4/2019

Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, SBCP, apontam que o Brasil é o segundo país que mais realiza cirurgias plásticas, perdendo apenas para os Estados Unidos. Implante de silicone nos seios, lipoaspiração, abdominoplastia, mastopexia e mamoplastia redutora foram as intervenções estéticas mais buscadas nos consultórios em 2016. Seja qual for a modificação, o passo mais importante na hora de optar pela cirurgia plástica é buscar um profissional qualificado e certificado pela SBCP.

Atualmente, um dos destaques no cenário brasileiro de cirurgia plástica é o egresso do curso de Medicina, Seung Lee. Formando em 2009, Seung Lee é cirurgião plástico especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, recebeu título de especialista em Cirurgia Geral pelo MEC e título de especialista em cirurgia plástica pelo MEC e pela SBCP. Estagiou cirurgia estética e reparadora na Oblige Plastic Surgery, na Coréia do Sul, tendo a residência médica em Cirurgia Geral pelo Hospital Federal de Ipanema - RJ e residência médica em Cirurgia Plástica na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O médico, que também é destaque internacional devido aos seus procedimentos, pretendia, desde o início da graduação, se formar em cirurgia plástica. “Já comecei o curso sabendo qual seria minha especialidade e o período em que estudei no UniFOA foi quando obtive a base para passar na residência médica em cirurgia geral e, logo após, residência médica em cirurgia plástica para a concorrida UFRJ”, relembrou o cirurgião.

Sua trajetória na instituição o apresentou a outras especialidades, além da cirúrgica. “Tive uma boa formação acadêmica desde o início. Os principais desafios foram o comprometimento total com os estudos e abri mão de momentos de lazer e até mesmo de convívio social em alguns momentos”, continuou Seung.

O mercado de trabalho

Dentre as cirurgias mais realizadas pelo médico estão as cirurgias de mama, lipoaspiração e abdominoplastia. “O crescimento e reconhecimento vem com o tempo e dedicação, temos que nos aperfeiçoar e atualizar a cada dia para sermos um diferencial na área”, ressaltou o médico, que finalizou:

– Meu conselho é sempre estudar muito, procurar entender ao invés de decorar o assunto. Quando você gosta do que faz, tudo fica mais fácil. E sempre acreditar no seu sonho. Meu sonho era fazer minha residência em cirurgia plástica na UFRJ. São apenas 2 vagas por ano que são disputadas por médicos do Brasil inteiro, o que parece algo impossível de conseguir. Mas, acreditando no meu sonho, estudei ao máximo e obtive a maior nota do concurso. Nada é impossível, só depende de nossa determinação.


Veja Também: