Ecam 2019


Alunos participam do Estágio de Correspondentes de Assuntos Militares

Publicado em 19/11/2019

Mais uma experiência inesquecível para os alunos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda do UniFOA no Estágio de Correspondentes de Assuntos Militares, ocorrido entre os dias 4 e 12 de novembro, na AMAN, Academia Militar das Agulhas Negras. A atividade que os alunos participam desde 2012 visa ambientar os participantes sobre os exercícios do Exército Brasileiro, como a Manobra Militar e simulação realista de conflito armado.

Os acadêmicos realizaram a cobertura de todos os eventos que a simulação propõe como progressão de alto risco, voo em aeronaves, escalada, rapel, transposição de curso de água, entre outras atividades variadas. O ECAM tem como objetivo inserir os acadêmicos e profissionais formados em comunicação social no contexto militar.

“Atuamos como jornalistas e publicitários em um cenário fictício de guerra. Conhecemos a rotina, as tarefas. E, além da convivência, a experiência profissional de criar diversos materiais fora da faculdade, foi fantástico. É um nicho de mercado específico e intenso, uma possibilidade para o futuro”, destacou a aluna do primeiro ano de Publicidade e Propaganda, Paula Machado.

A atividade foi composta por duas fases. Primeiro, os alunos aprenderam sobre a atuação do Exército Brasileiro, através de instruções militares e, depois, os estudantes produziram matérias, fotos e vídeos jornalísticos, para viverem a prática do conflito. O grupo do UniFOA foi formado por 18 alunos que se dividiram em diferentes funções como mídia favorável, neutra e desfavorável, criação e edição de conteúdo para TV, rádio, impresso e online.

A coordenadora do curso de Jornalismo, Angélica Arieira, apontou que toda a atividade que potencializa de forma diferenciada o currículo do aluno é incentivada pelo curso e demonstrou satisfação em relação à participação dos acadêmicos. “A faculdade exige excelência na execução dos seus trabalhos. Experiências práticas como, um cenário de guerra em que os acadêmicos puderam atuar como comunicadores, só contribuem para o futuro profissional ainda mais completo”, frisou.

“O contato com os coronéis me inspirou bastante, aprendi o caminho para ingressar na comunicação do exército. Tivemos acesso ao blog deles e as matérias que são feitas. É, sem dúvidas, uma área muito interessante”, destacou o aluno do quarto ano de Jornalismo, Guilherme Vilela.

O ECAM – A experiência contribuiu para um maior esclarecimento quanto a forma de operar das Forças Armadas, bem como a identificação dos valores e da cultura militar, além de fornecer uma adequada orientação de procedimentos de segurança em áreas de risco e conflito.


Veja Também: