ECAM 2017


Alunos de Jornalismo realizam cobertura da Manobra Escolar na AMAN

Publicado em 16/11/2017

O curso de Jornalismo foi representado no ECAM, Estágio de Correspondentes de Assuntos Militares, ocorrido entre os dias 6 e 14 de novembro, na AMAN, Academia Militar das Agulhas Negras. A atividade visa ambientar os participantes sobre os exercícios do Exército Brasileiro, como a Manobra Militar, uma simulação realista de conflito armado. Os acadêmicos realizam a cobertura de todos os eventos que a simulação propõe como progressão de alto risco, voo em aeronaves, escalada, rapel, transposição de curso de água, entre outras atividades variadas.

O ECAM tem como objetivo inserir os acadêmicos e profissionais formados em comunicação social no contexto militar. Lá, todos participam de atividades para desenvolver alguns aspectos psicológicos e físicos, os quais a academia tem a capacidade de agregar aos militares. Um exemplo disso é a parte em que os profissionais orientam os participantes a utilizarem a bússola, a prática de rapel, obtenção de água e fogo, assim como a confecção de ração operacional. Todos os ensinamentos são repassados para que o jornalista, enquanto profissional atuante na cobertura de conflitos armados, possa sobreviver e se proteger em qualquer situação que cause risco de vida.

Ao todo, quatro alunas do UniFOA participaram do estágio: as acadêmicas do quarto ano, Priscila Gonçalves, Lívia Mendes e Bruna Duarte, e Thais Gomes, do terceiro ano. Para a aluna Priscila Gonçalves a participação no ECAM foi uma experiência única. “O estágio foi de muito aprendizado. Saber como se comportar em uma situação de conflito foi de total importância para a profissão. Vale a pena participar”, disse.

A atividade foi composta por duas fases. Primeiro, os alunos aprenderam sobre a atuação do Exército Brasileiro, através de instruções militares e, depois, os estudantes produziram matérias, fotos e vídeos jornalísticos, para viverem a prática do conflito. O grupo foi formado por 19 acadêmicos de diferentes instituições de ensino da região, logo após serem divididos em grupos de mídia favorável, neutra e desfavorável, os participantes focaram na ação.

O coordenador do curso de Jornalismo, Douglas Gonçalves, apontou que toda a atividade que potencializa de forma diferenciada o currículo do aluno é incentivada pelo curso e demonstrou satisfação em relação à participação dos acadêmicos. “É interessante colocar o aluno de Jornalismo e Publicidade e Propaganda em contato com a estrutura do Exército Brasileiro, para entenderem a função da instituição. A partir dessa experiência, o aluno abre a mente para outras possibilidades, até mesmo para ingressar no Exército como profissional de comunicação”, frisou.

Para o Tenente Coronel Schmitz, responsável por coordenar o ECAM, a experiência permite ao estagiário reunir informações complementares à sua formação. "O ECAM contribui para um maior esclarecimento quanto a forma de operar das Forças Armadas, bem como a identificação dos valores e da cultura militar, além de fornecer uma adequada orientação de procedimentos de segurança em áreas de risco e conflito", afirmou. 


Veja Também: