Notícias

Suco de caixinha: vilão da hipertensão ou uma opção saudável?

População que passou a ter uma atenção redobrada e uma desconfiança quando o assunto são os “produtos de caixinha” - 05/08/2016



Talita Baylão Pereira - 4º ano de Jornalismo  

A preocupação com os componentes nos produtos industrializados se tornou algo extremamente comum a ser avaliado pelos consumidores na hora da compra. O cuidado não fica somente entre as pessoas que possuem problemas de saúde e que podem ser agravados pelo excesso no uso de sódio, por exemplo, mas entre a população que passou a ter uma atenção redobrada e uma desconfiança quando o assunto são os “produtos de caixinha”.

Dentre os alimentos industrializados que os consumidores optam na hora da busca pelo “natural”, estão os sucos de caixinha. Mas será que o uso desses produtos representa um risco à saúde de quem os consome? Para elucidar sobre essa e outras dúvidas, a aluna Thaiany Curty Domingues, estudante do 8º período do curso de Nutrição, realizou uma pesquisa acerca do tema.

Orientada pelo professor e pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação, Alden dos Santos Neves, a aluna produziu uma artigo cientifico que tinha como objetivo avaliar a quantidade de sódio presente nos sucos de caixinha e verificar se o montante encontrado estava de acordo ao parâmetro exigido pela Organização Mundial de Saúde (480mg/porção).

A estudante, após contabilizar, registrou e analisou 71 rótulos de sucos de caixinha. Segundo ela, foram excluídos do projeto bebidas de frutas que não faziam parte das categorias néctar, concentrados e integrais, pelo fato de serem encontrados com menor frequência nos supermercados utilizados para a pesquisa - Para a obtenção das informações, foi desenvolvido um checklist, objetivando o levantamento do teor de sódio de cada produto, sendo a escolha feita de acordo com a disponibilidade dos alimentos dispostos nos supermercados - explicou a estudante de nutrição.

Dos 71 sucos analisados todos estavam condizentes com o que determinam as indicações da ingestão diária de sódio pela OMS. - Com relação às amostras analisadas, nenhum rótulo apresentou teor de sódio que pudesse interferir na ingestão diária pela OMS, caso sejam consumidos apenas nas porções sugeridas pelos fabricantes. O Ministério da Saúde preconiza que apenas alimentos com mais de 480mg de sódio por porção podem ser considerados com excesso de sódio e nenhuma amostra apresentou teor maior que este - analisou a estudante.

Então, se você leitor é daqueles que tomam o suco de caixinha ou mesmo que resolveu abandonar o refrigerante em busca dessa opção acreditando ser mais saudável, a escolha está certa, ao menos no que se refere a menor quantidade de sódio.

Thaiany e seu orientador ainda pretendem estender a pesquisa. O próximo passo será verificar a proporção de componentes como o açúcar também presente nos sucos industrializados.